Politica de Privacidade

No √Ęmbito da sua atividade, a TECNOCRIMP, tem acesso a dados pessoais, que consiste em informa√ß√Ķes relativas a uma pessoa singular identificada ou identific√°vel.

Essas informa√ß√Ķes s√£o recolhidas diretamente dos titulares de dados, de funcion√°rios e clientes. No entanto, as informa√ß√Ķes tamb√©m s√£o geradas por meio de uma s√©rie de opera√ß√Ķes realizadas pelo TECNOCRIMP no √Ęmbito da sua atividade. Como poder√° ser a prospe√ß√£o e an√°lise de s√≠tios p√ļblicos da internet, associa√ß√Ķes empresariais e profissionais ou mesmo ordens profissionais, com vista a obter contactos de potenciais clientes.

Consequentemente, a atividade da TECNOCRIMP deve estar em conformidade com a legisla√ß√£o, regulamentos e pr√°ticas recomendadas para o processamento de dados pessoais.

Devido √† natureza e complexidade da atividade da TECNOCRIMP, todos os membros dos corpos diretivos, empregados, independentemente da natureza de sua posi√ß√£o, prestadores de servi√ßos e outros associados da TECNOCRIMP (doravante ‚ÄúPessoas Sujeitas √† presente Pol√≠tica‚ÄĚ) est√£o vinculados a este Pol√≠tica de Prote√ß√£o e Privacidade de Dados (doravante denominada ‚ÄúPol√≠tica‚ÄĚ) e, portanto, vinculada ao seu cumprimento e ades√£o, bem como a outras Pol√≠ticas relacionadas a ela, que vigoram na TECNOCRIMPdesde o in√≠cio da rela√ß√£o de colabora√ß√£o com a mesma.

 
TECNOCRIMP est√° empenhada em proteger todos os dados pessoais pelos quais √© respons√°vel. Para este fim, a TECNOCRIMPelaborou esta Pol√≠tica, a fim de aumentar a consci√™ncia e import√Ęncia deste tema, do seu compromisso e respeito √†s regras de privacidade e prote√ß√£o de dados pessoais dos dados recolhidos e processados 
‚Äč‚Äčpelo TECNOCRIMP. A presente Pol√≠tica visa, ainda, estabelecer o cumprimento de pr√°ticas internas e definir os procedimentos internos para qualquer processamento de dados pessoais, seja ou n√£o por meios autom√°ticos, tais como recolha, registo, organiza√ß√£o, armazenamento, adapta√ß√£o ou altera√ß√£o, recupera√ß√£o, consulta, utiliza√ß√£o, divulga√ß√£o por transmiss√£o, cruzamento de dados, bloqueio ou destrui√ß√£o.

Todas as pessoas sujeitas √† presente Pol√≠tica devem estar cientes de que o n√£o cumprimento das regras estabelecidas pelo presente documento pode causar danos incomensur√°veis √† privacidade dos titulares dos dados e pode fazer com que a TECNOCRIMP seja responsabilizada.

 

TECNOCRIMP garante que todas as informa√ß√Ķes sejam recolhidas e processadas de acordo com as leis, regulamentos e boas pr√°ticas.

 

Finalidades de processamento:

As informa√ß√Ķes ser√£o sempre recolhidas em conformidade com a lei aplic√°vel e de acordo com as boas pr√°ticas, atrav√©s de notifica√ß√£o pr√©via √† Autoridade Nacional de Prote√ß√£o de Dados (CNPD), quando necess√°rio.

  
TECNOCRIMP garante que os dados pessoais ser√£o sempre:

¬∑       Processado de forma legal e com respeito pelo princ√≠pio da boa-f√©;

¬∑       Obtidos para fins espec√≠ficos, expl√≠citos e l√≠citos e n√£o devem ser processados ‚Äč‚Äčde qualquer forma incompat√≠vel com esses fins;

¬∑       Adequado, relevante e n√£o excessivo em rela√ß√£o a esses prop√≥sitos;

¬∑       Exato e atualizado;

 

Outros fins:

Se a TECNOCRIMP pretender continuar a processar dados pessoais com uma finalidade diferente daquela para a qual os dados pessoais foram inicialmente obtidos, a TECNOCRIMP fornecer√° aos titulares de dados as informa√ß√Ķes e os elementos listados na se√ß√£o Informa√ß√Ķes deste documento.

  
TECNOCRIMP garante que o processamento de dados pessoais relativos a Pessoas Sujeitas √† presente Pol√≠tica ser√° feito legalmente.

 
Os motivos para a recolha e processamento de dados s√£o baseados no:

¬∑       Consentimento para um ou mais prop√≥sitos espec√≠ficos;

¬∑       Necessidade de celebrar um contrato com o titular dos dados, incluindo as a√ß√Ķes pr√©-contratuais necess√°rias;

¬∑       Cumprimento de uma obriga√ß√£o legal √† qual a TECNOCRIMP est√° sujeita,

¬∑       Prop√≥sitos e interesses leg√≠timos da TECNOCRIMP

 

Sempre que necess√°rio, o consentimento do titular dos dados ser√° obtido da seguinte forma:

¬∑       Quando obtido atrav√©s de um documento escrito, ser√° apresentado de forma acess√≠vel;

¬∑       O documento apresentar√° os diferentes prop√≥sitos para os quais os dados ser√£o usados, de forma individual e claramente diferenciada;

 

TECNOCRIMP garante que o direito de retirada possa ser exercido a qualquer momento, de acordo com a legisla√ß√£o em vigor. Sempre que os dados pessoais s√£o processados ‚Äč‚ÄčTECNOCRIMP, garante que utiliza todas as medidas t√©cnicas e organizacionais que garantam a conformidade da lei e a prote√ß√£o dos dados.

 
Comunicação para terceiros.

Qualquer comunica√ß√£o de dados pessoais a terceiros s√≥ ocorrer√° em conformidade com as obriga√ß√Ķes legais.

 

Período de retenção:

Os dados pessoais das Pessoas Sujeitas √† presente Pol√≠tica recolhidos pela TECNOCRIMP ser√£o mantidos por n√£o mais do que o necess√°rio para as finalidades para as quais os dados pessoais s√£o processados. Os dados pessoais podem ser recolhidos e armazenados de acordo com as disposi√ß√Ķes legais que possam existir e obrigar o armazenamento acima mencionado durante um determinado per√≠odo de tempo.

 
Segurança de dados:

Tendo em conta o estado da t√©cnica, os custos de implementa√ß√£o, a natureza, √Ęmbito, contexto e finalidades de processamento, bem como o risco para os direitos dos titulares de dados, a TECNOCRIMP implementou as medidas t√©cnicas e organizacionais adequadas para garantir um n√≠vel de seguran√ßa adequado ao risco. 

 

Violação de dados pessoais:

TECNOCRIMP dever√° notificar a Autoridade Portuguesa de Prote√ß√£o de Dados (DPA) de qualquer viola√ß√£o de dados no prazo de 72 (setenta e duas) horas, bem como os titulares dos dados em conformidade com a lei, com as seguintes informa√ß√Ķes:

 

¬∑       Descri√ß√£o da natureza dos dados pessoais violados, incluindo as categorias e o n√ļmero de titulares de dados;
Informa√ß√Ķes sobre a identidade e detalhes de contato do respons√°vel pela prote√ß√£o de dados ou outro ponto de contato onde informa√ß√Ķes adicionais podem ser obtidas;

¬∑       Descri√ß√£o das consequ√™ncias da viola√ß√£o de dados pessoais;

¬∑       Descri√ß√£o das medidas tomadas ou propostas pela Empresa, para abordar a viola√ß√£o de dados pessoais e, quando apropriado, medidas para mitigar seus poss√≠veis efeitos adversos.


TECNOCRIMP documentar√° quaisquer viola√ß√Ķes de dados pessoais, incluindo os fatos relacionados √† viola√ß√£o de dados pessoais, seus efeitos e as medidas corretivas tomadas de acordo com o presente documento e com o Procedimento de Gest√£o de Incidentes de Seguran√ßa da Informa√ß√£o.

 
Exercício de direitos:

TECNOCRIMPgarante aos titulares dos dados que podem exercer os seus direitos previstos na lei, nomeadamente, o acesso, a retifica√ß√£o, a obje√ß√£o e o apagamento. Para exercer seus direitos, uma solicita√ß√£o por escrito deve ser endere√ßada para a nossa morada ou correio eletr√≥nico. A TECNOCRIMP responder√° a todos os pedidos dentro de 30 dias.

 

Reforço do dever de sigilo:

Os titulares de dados s√£o obrigados a um dever absoluto de sigilo, no que respeita √† informa√ß√£o a que t√™m acesso e que pode conter dados sens√≠veis. Aqueles que possuem informa√ß√£o e sabem, ou sob as circunst√Ęncias, devem saber que tais informa√ß√Ķes cont√™m dados sens√≠veis, devem abster-se de us√°-las para qualquer a√ß√£o que n√£o sejam aquelas instru√≠das pela TECNOCRIMP e qualquer infra√ß√£o a estas regras implicar√° uma a√ß√£o disciplinar e legal apropriada.

 

 

 

Prática e códigos de conduta:

Os titulares dos dados que obtenham acesso a informa√ß√Ķes que contenham dados sens√≠veis devem informar por escrito e sem demora, o diretor do departamento ao qual pertencem, sobre:

 

¬∑       Caracter√≠sticas da informa√ß√£o;

¬∑       Quando as informa√ß√Ķes foram consultadas;

 
O Diretor do Departamento deverá informar imediatamente o Responsável de Recursos Humanos, o Responsável de Segurança da Informação, os fatos relevantes relacionados ao incidente.

 
Quando as informa√ß√Ķes que incluem dados sens√≠veis s√£o destinadas a um grupo de pessoas com a inten√ß√£o de realizar um projeto, opera√ß√£o ou implementa√ß√£o de um servi√ßo, a pessoa respons√°vel pela equipa informar√° a cada membro do grupo a natureza sens√≠vel das informa√ß√Ķes, e informar√° o Respons√°vel de Recursos Humanos, o Respons√°vel de Seguran√ßa da Informa√ß√£o dos seguintes elementos: 

 

¬∑       A identidade de todos que tiveram acesso √† informa√ß√£o;

¬∑       Caracter√≠sticas da informa√ß√£o;

¬∑       Data em que cada um deles teve acesso √† informa√ß√£o.


Segurança da informação contendo dados sensíveis:

Sem preju√≠zo das medidas t√©cnicas e organizativas adequadas para proteger os dados pessoais nos termos da lei, os titulares de dados que possuam informa√ß√Ķes que incluam dados sens√≠veis e, sem preju√≠zo da pol√≠tica de seguran√ßa da informa√ß√£o e das obriga√ß√Ķes contratuais de confidencialidade, devem sempre:

 

¬∑       Limitar o conhecimento da informa√ß√£o, dentro de cada √°rea, √†s pessoas que necessariamente devem t√™-la para o desempenho adequado de suas tarefas;

¬∑       Abster-se de quaisquer coment√°rios sobre as informa√ß√Ķes, a fim de, direta ou indiretamente, evitar revelar a sua exist√™ncia ou conte√ļdo;

¬∑       Use-o exclusivamente para os fins leg√≠timos apropriados ou para os clientes.


Cumprir as medidas que permitem um controle apropriado para aceder as informa√ß√Ķes e os documentos e outros suportes nos quais est√£o inclu√≠dos. Exigir a assinatura pr√©via de um acordo de n√£o divulga√ß√£o, caso seja necess√°rio disponibilizar dados confidenciais a terceiros, externos √† empresa.

 

Restri√ß√Ķes de uso:

Aqueles que possuem informa√ß√£o e conhecimento, ou sob as circunst√Ęncias, devem saber que tais informa√ß√Ķes cont√™m dados sens√≠veis, devem abster-se de divulg√°-las a Terceiros, exceto se forem indispens√°veis ‚Äč‚Äčpara o desempenho normal de sua atividade. As Pessoas Sujeitas √† presente Pol√≠tica, que sabem que outra pessoa, n√£o sujeita, tem acesso a dados confidenciais, devem notificar, assim que poss√≠vel, por escrito, o Respons√°vel de Recursos Humanos, o Respons√°vel de Seguran√ßa da Informa√ß√£o, com os seguintes elementos:

 

¬∑       Como a viola√ß√£o foi encontrada;

¬∑       A identidade de todas as pessoas que conhecem as informa√ß√Ķes;

¬∑       Caracter√≠sticas da informa√ß√£o;

¬∑       Data em que tiveram acesso √†s informa√ß√Ķes.

 
Caso os titulares dos dados tenham conhecimento de qualquer violação das regras estabelecidas para a segurança da informação, devem notificar essa violação, por escrito, ao Responsável de Segurança da Informação, com os elementos listados no parágrafo anterior.

 
Qualquer viola√ß√£o dessas restri√ß√Ķes implicar√° a√ß√£o disciplinar e legal apropriada.

 
Princípios Específicos:

 
Prestadores de serviços:

A relação entre os prestadores de serviços, sejam internos ou externos, deve sempre ser baseada em um instrumento contratual e deve atender aos seguintes elementos, estabelecidos nos princípios contratuais.

 
Onde a presta√ß√£o de servi√ßos envolve qualquer acesso a dados pessoais, deve haver cl√°usulas espec√≠ficas que regulam a forma como o prestador de servi√ßos acede a esses dados, e que qualquer a√ß√£o executada √© sempre feita em nome da TECNOCRIMP. A recusa, pelo prestador do servi√ßo, em n√£o aceitar as suas obriga√ß√Ķes em mat√©ria de prote√ß√£o de dados e privacidade a que a TECNOCRIMPest√° vinculada nos termos da lei, deve levar a:

 

¬∑       Renegocia√ß√£o do contrato; ou Rescis√£o do contrato.

 
A viola√ß√£o das obriga√ß√Ķes contratuais implica responsabilidades civis e legais para os prestadores de servi√ßos.
  
Prestadores e parceiros:

A rela√ß√£o entre os fornecedores e os parceiros deve basear-se sempre num instrumento contratual e deve obedecer aos seguintes elementos, estabelecidos nos princ√≠pios contratuais. Quando o fornecimento e / ou parceria envolve qualquer acesso a dados pessoais, deve haver cl√°usulas espec√≠ficas que regulam a forma como o fornecedor acede a esses dados. O fornecedor e / ou parceiro pode, para os prop√≥sitos do relacionamento, ser o processador ou o controlador.  No caso de o fornecedor e / ou parceiro ser o processador, deve ser expresso e aceito pelo fornecedor que qualquer a√ß√£o executada sempre ser√° feita em nome da TECNOCRIMP e em conformidade com suas instru√ß√Ķes escritas.

 

A viola√ß√£o das obriga√ß√Ķes contratuais implica responsabilidades civis e legais para o fornecedor e / ou parceiro.
 
Clientes:
Qualquer processamento de dados pessoais pertencentes a Clientes ou de seus clientes ser√° sempre baseado num instrumento contratual.

 
Princípios contratuais:

As a√ß√Ķes envolvendo o processamento de dados pessoais em nome da TECNOCRIMP, ou em que, este √ļltimo realiza o processamento em nome dos Clientes, ter√£o como base m√≠nima os seguintes elementos:

 

¬∑       Que as a√ß√Ķes de processamento, transfer√™ncias e / ou comunica√ß√£o de dados pessoais s√£o realizadas somente atrav√©s de instru√ß√Ķes documentadas da TECNOCRIMPou do Cliente, enquanto respons√°veis ‚Äč‚Äčpelo processamento;

¬∑       Quando um acordo de confidencialidade √© estabelecido;

¬∑       Quando um contrato de processamento de dados √© estabelecido;

¬∑       Quando as medidas t√©cnicas e organizacionais apropriadas forem asseguradas e definidas preferencialmente, para garantir um n√≠vel apropriado de seguran√ßa para os riscos de processamento e para os dados pessoais a serem tratados;

¬∑       A presta√ß√£o de assist√™ncia ao respons√°vel pelo tratamento, de modo a que este possa cumprir as suas obriga√ß√Ķes, a fim de responder √†s exig√™ncias dos titulares dos dados relativamente ao exerc√≠cio dos seus direitos;
Que, quando o processamento de dados ou a rela√ß√£o contratual expirar, os dados pessoais ser√£o apagados ou devolvidos, e as c√≥pias existentes apagadas, dentro dos limites exigidos pela lei √† qual a SITERJA ou o Cliente est√£o vinculados;

¬∑       O objeto, dura√ß√£o, natureza e prop√≥sitos do processamento;

¬∑       As categorias de dados pessoais em causa;

¬∑       As categorias de titulares de dados em causa;

 

Medidas de segurança:

 

Princípio geral:

Os regulamentos sobre seguran√ßa de processamento imp√Ķem, a TECNOCRIMP, a obriga√ß√£o de implementar as medidas t√©cnicas e organizacionais apropriadas para evitar interfer√™ncias n√£o autorizadas nas opera√ß√Ķes de processamento de acordo com esta Pol√≠tica, pol√≠tica de seguran√ßa da informa√ß√£o e outras regulamenta√ß√Ķes estabelecidas em outras pol√≠ticas internas.

 

 

Políticas Internas:

As políticas internas abrangerão os seguintes elementos:

 

¬∑       Informa√ß√Ķes sobre as pol√≠ticas internas de seguran√ßa de dados, e as obriga√ß√Ķes que resultam para os empregados em rela√ß√£o √† prote√ß√£o de dados, especialmente aquelas relacionadas ao sigilo, nos termos da lei;

¬∑       Uma distribui√ß√£o clara de responsabilidades e uma descri√ß√£o clara das compet√™ncias relativas ao processamento de dados, particularmente as relacionadas com o processamento de dados pessoais, a tomada de decis√Ķes e a transfer√™ncia de dados para Terceiros;

¬∑       O uso de dados pessoais apenas de acordo com as instru√ß√Ķes da TECNOCRIMP ou com as obriga√ß√Ķes legais √†s quais a TECNOCRIMP est√° vinculada;

¬∑       Prote√ß√£o contra o acesso √†s instala√ß√Ķes da TECNOCRIMP, bem como a qualquer hardware e software, incluindo controlos relacionados √† autoriza√ß√£o de acesso;

¬∑       Certificar que a autoriza√ß√£o para aceder a dados pessoais foi concedida pela pessoa competente e requer a documenta√ß√£o apropriada;

¬∑       Automatiza√ß√£o de protocolos de acesso a dados pessoais por meio eletr√īnico e monitoramento peri√≥dico desses protocolos pelo Departamento respons√°vel;

¬∑       Documenta√ß√£o abrangente de outras formas de dissemina√ß√£o, diferente do acesso automatizado aos dados, a fim de provar que n√£o houve transmiss√£o ilegal ou n√£o autorizada de dados;

¬∑       Fornecimento de forma√ß√£o e educa√ß√£o apropriada sobre seguran√ßa de dados;

¬∑       Revis√£o e avalia√ß√£o anual das pol√≠ticas internas;

¬∑       A execu√ß√£o de auditorias regulares, a fim de assegurar que todas as medidas consideradas apropriadas foram efetivamente implementadas e est√£o operacionais.

 

Medidas de segurança física:

As medidas de seguran√ßa f√≠sica s√£o implementadas por meio de pol√≠ticas de seguran√ßa para todos os usu√°rios de informa√ß√Ķes que t√™m acesso a dados pessoais.


Dentre essas medidas de segurança física estão incluídas, a saber:

‚ÄĘ O controlo do acesso a edif√≠cios, utilizando cart√Ķes de acesso e / ou controlos biom√©tricos;

‚ÄĘ Registros de entrada, monitoramento de portas e salas de acesso restrito;


Todos os indiv√≠duos n√£o autorizados a aceder a √°reas controladas devem entrar e ser escoltados para a √°rea controlada por uma pessoa com acesso autorizado. O direito de aceder a √°reas controladas ser√° totalmente reavaliado a cada ano e ser√° revogado no final do contrato. As instala√ß√Ķes onde os dados pessoais s√£o armazenados devem ser protegidas contra fatores ambientais e contra falhas de energia.

 

Medidas de segurança lógicas:

¬∑       TECNOCRIMP implementou pol√≠ticas de seguran√ßa que incluem software espec√≠fico para esses prop√≥sitos, particularmente:

 

¬∑       Software antiv√≠rus, firewall e perda de preven√ß√£o de dados;

¬∑       Restri√ß√Ķes para compartilhar arquivos n√£o autenticados;

¬∑       Restri√ß√Ķes em aplicativos peer-to-peer;

¬∑       Senha da conta do usu√°rio;

¬∑       Servi√ßos de manuten√ß√£o adequados e com n√≠veis de corre√ß√£o aprovados.

 
Al√©m disso, s√£o usados 
‚Äč‚Äčcontrolos processuais e t√©cnicos para detetar eventuais desvios de conformidade.

 

A transferência de dados é realizada, exclusivamente, através de uma conexão de rede segura.

 
Os controlos processuais são definidos pelo Responsável de Segurança da Informação e implementados pelo responsável pelo Departamento, que deve notificar o Responsável de Segurança da Informação.


No que diz respeito ao acesso privilegiado, somente usu√°rios expressamente autorizados podem solicitar acesso.
 
De acordo com as instru√ß√Ķes recebidas e para determinar quais titulares de credenciais de usu√°rio ainda est√£o autorizados pela TECNOCRIMP, uma verifica√ß√£o peri√≥dica √© realizada, bem como uma revalida√ß√£o anual para determinar se os acessos s√£o compat√≠veis com os usu√°rios existentes.

 
As exce√ß√Ķes identificadas durante o processo de revalida√ß√£o ser√£o corrigidas e o acesso do usu√°rio ser√° revogado no final do contrato.

 
As senhas de verificação devem sempre ser implementadas de acordo com os seguintes requisitos:

¬∑       M√≠nimo de 8 caracteres de comprimento;

¬∑       Contendo uma combina√ß√£o de caracteres alfab√©ticos e n√£o alfab√©ticos (n√ļmeros, pontua√ß√£o ou caracteres especiais) ou uma mistura de, pelo menos, dois tipos de caracteres n√£o alfab√©ticos;

¬∑       N√£o cont√©m a identifica√ß√£o do usu√°rio como parte da senha;

¬∑       N√£o pode ser banal / trivial.


As atividades no sistema são previamente solicitadas e registradas para fins de controlo e aprovação, de acordo com o procedimento definido.

 
Em relação a gestão de incidentes / problemas, um processo de registro e monitorização é implementado através de um conjunto de procedimentos e ferramentas de referência, que podem ser alterados ao longo do tempo.


Disposi√ß√Ķes finais:

 

Obrigatório:
A presente Pol√≠tica de Prote√ß√£o de Dados e Privacidade vincula todos os colaboradores da TECNOCRIMP.

Consultas:
Quaisquer d√ļvidas de um titular de dados sobre o conte√ļdo da presente Pol√≠tica de Prote√ß√£o e Privacidade de Dados ou sobre o processamento de seus dados pessoais devem ser encaminhadas, por escrito, ao Respons√°vel de Seguran√ßa da Informa√ß√£o, no seguinte endere√ßo de correio eletr√≥nico: 
dpo@tecnocrimp.com.


Quaisquer d√ļvidas de um Cliente sobre o conte√ļdo da presente Pol√≠tica de Prote√ß√£o de Dados e Privacidade ou sobre o processamento de seus dados pessoais, dever√£o ser comunicadas ao Respons√°vel do Departamento, que dever√° seguir o procedimento acima mencionado.

 

Quaisquer d√ļvidas ser√£o respondidas dentro de um per√≠odo n√£o superior a 30 (trinta) dias √ļteis.

 

Revisão e monitorização:

A presente Política será revista pelo menos uma vez por ano, a fim de detetar e, se aplicável, corrigir qualquer situação anómala que possa ocorrer na sua implementação.

 
A revis√£o da Pol√≠tica pode ocorrer sempre que, em virtude de circunst√Ęncias espec√≠ficas, necessidades decorrentes da atividade da TECNOCRIMP, fatos ou quaisquer emendas legislativas legais, possa exigir.

 
Comunicação e divulgação:

Ap√≥s a aprova√ß√£o, o Respons√°vel de Seguran√ßa da Informa√ß√£o dever√° divulgar, internamente, a presente Pol√≠tica, e ser√° respons√°vel ‚Äč‚Äčpor fazer circular a presente pol√≠tica dentro da organiza√ß√£o da TECNOCRIMP.

 
Caso seja necess√°rio comunicar a presente pol√≠tica ao p√ļblico, isso ser√° feito atrav√©s da publica√ß√£o dos princ√≠pios b√°sicos da presente Pol√≠tica, atrav√©s do s√≠tio da internet da SITERJA, atrav√©s do qual poder√£o aceder o resumo de seu conte√ļdo.

 

Entrada em vigor:

As atualiza√ß√Ķes desta Pol√≠tica inclu√≠das neste documento ser√£o v√°lidas a partir da data de sua aprova√ß√£o, sem preju√≠zo de altera√ß√Ķes posteriores.

 

Ultima revis√£o e atualizado em 2018-04-05.

qs 17 img 8640 1324x883

qs 16 img 8832 1324x883

qs 15 img 8120 1324x883

qs 14 img 8341 1324x883

qs 13 img 8772 1324x883

qs 01 8003 1324x883

qs 02 1324x883

qs 03

qs 04 img 8289 1324x883

qs 05 img 8739 1324x883

qs 06 img 8323 1324x883

qs 07 img 8138 1324x883

qs 08 img 8140 1324x883

qs 09 img 8384 1324x883

qs 10 img 8332 1324x883

qs 11 img 8729 1324x883

qs 12 img 8091 1324x883